Parasitoidismo: a relação ecológica mais bizarra que você vai ver

Alô, galerinha do MundoEdu! Talvez vocês não tenham assistido ao filme Alien: o Oitavo Passageiro, de 1979, mas vocês devem ter ouvido falar dessa criatura, que aparece em vários filmes incluindo Alien vs Predador e Prometheus e no recente Alien: Covenant.

O Alien é uma criatura com sangue ácido, que coloca um embrião no corpo dos protagonistas do filme só pro expectador ver essas criaturas arrebentarem o corpo dos humanos numa das cenas mais grotescas clássicas da ficção científica.

 

Mas e se essa cena não fosse tão fictícia assim?

Existe uma relação ecológica interespecífica (ou seja, entre espécies diferentes) chamada parasitoidismo. Não confunda com parasitismo: o parasitoide não fica lá no hospedeiro, vivendo às custas dele, torcendo pra que sua fonte de alimento não morra. Não, não. Enquanto o parasito sai perdendo se o hospedeiro morrer (afinal, a mamata acaba), o objetivo do parasitoide é justamente matar o hospedeiro no final.

O parasitoidismo é uma relação ecológica interespecífica desarmônica (porque uma das partes sai perdendo) que existe entre artrópodes, principalmente vespas, que surgiu lá no período Jurássico e parece coisa de outro mundo.

Insetos fêmea põem seus ovos através de órgão chamado ovopositor (tadãã!). Nas vespas parasitoides, esse ovopositor tem formato de agulha. Os ovos dessas vespas são colocadas dentro do corpo do hospedeiro, geralmente um outro inseto como uma larva de besouro ou de borboleta, por exemplo. Os ovos das vespas eclodem dentro do hospedeiro e as larvas se alimentam dele. Algumas espécies de parasitoides até tomam cuidado para manter o hospedeiro vivo enquanto ele é devorado!

 

Depois disso, as larvas se transformam em pupas e as pupas se transformam em adultos, como acontece com todas as vespas. Os adultos, então, emergem do corpo morto do hospedeiro como se fossem zumbis saindo do cemitério. Sério, é muito bizarro. E se você acha que essas vespas adultas são a coisa mais sanguinária que existe, você está enganado: elas normalmente se alimentam de néctar das flores. Na verdade, elas são até benéficas para os humanos porque elas podem ser usadas no controle de pragas agrícolas, destruindo larvas que comem a produção vegetal sem usar agrotóxicos.

O parasitoidismo já caiu no ENEM de 2014, como a gente vai ver nesta questão:

Os parasitoides (misto de parasitas e predadores) são insetos diminutos que têm hábitos muito peculiares: suas larvas podem se desenvolver dentro do corpo de outros organismos, como mostra a figura. A forma adulta se alimenta de pólen e de açúcares. Em geral, cada parasitoide ataca hospedeiros de determinada espécie e, por isso, esses organismos vêm sendo amplamente usados para o controle biológico de pragas agrícolas.

A forma larval do parasitoide assume qual papel nessa cadeia alimentar?

a) Consumidor primário, pois ataca diretamente uma espécie herbívora.
b) Consumidor secundário, pois se alimenta diretamente dos tecidos da lagarta.
c) Organismo heterótrofo de primeira ordem, pois se alimenta de pólen na fase adulta.
d) Organismo heterótrofo de segunda ordem, pois apresenta o maior nível energético da cadeia.
e) Decompositor, pois se alimenta de tecidos do interior do corpo da lagarta e a leva à morte.

 

Vamos dar uma lembradinha nos níveis tróficos:

Produtor é aquele que produz a matéria orgânica, geralmente as plantas ou algas fotossintetizantes.

Consumidor primário é o herbívoro, aquele que consome primeiro.

Consumidor secundário é o carnívoro que come o consumidor primário. Dependendo da cadeia alimentar, pode haver ainda um consumidor terciário e, às vezes, um quaternário.

Decompositor é aquele que decompõe a matéria orgânica morta e devolve os elementos inorgânicos pra natureza. Geralmente são fungos e bactérias.

 

Então, já sabe a resposta? A larva parasitoide não pode ser consumidor primário porque não é herbívora; não se alimenta de pólen; não são decompositores; e a definição se consumidor secundário não é a de “maior nível energético”. Portanto, a resposta é a letra b: consumidor secundário porque se alimenta de um herbívoro.

É isso aí, galerinha! Agora é só chamar o crush pra assistir um filme com a desculpa de que é pra “estudar biologia”! ;D

 

Mais de Professor Guerra

Questão de Evolução resolvida e comentada

Alô, galerinha do MundoEdu! Já estamos engrenados nessa corrida rumo ao topo...
Ler mais