Cultura africana para o ENEM

Kocotos e Kocotas,

Vamos falar sobre a capoeira que , muitas vezes, foi pintada por Debret.

Debret representou aspectos da vida cotidiana do povo local e uma prática em especial: a capoeira.

Ela é oriunda de Angola, que foi trazida pelos negros bantus que lá faziam um ritual chamado n’ogolo, que significa ‘jogo das zebras’. Essa tribo africana observou as zebras machos disputando as fêmeas chutando umas as outras, foi então que os negros bantus começaram a realizar um ritual para disputar as kocotas e o chamaram de n’ogolo.

Figura de (1824) por Jean Baptiste Debret, pintor francês em expedição pelo Brasil.

Este ritual foi trazido ao Brasil pelos navios negreiros e depois estabelecido nas senzalas, que inicialmente, foi terminantemente proibido, já que parecia um movimento de resistência. Além do que, os senhores de engenho determinavam os casais que não precisavam ser disputados.

O n’ogolo foi proibido, apenas os filhos de escravos podiam praticar. Quando mais jovens, os que conseguiam fugir levavam o ritual para os quilombos e lá a técnica do ritual ela era desenvolvida de maneira mais intensa. O primeiro golpe foi chamado de ‘rabo de arraia’ que consiste em um giro coma perna, utilizando a inércia do quadril. Esses negros, que estavam nos quilombos, atacavam mercadores que, lesados, proferiam a seguinte frase: “eu fui atacado por um negro que saiu da capoeira (terra suja com folhas secas próxima dos quilombos)”, então o nome passou a se chamar capoeira.

Instrumentos foram introduzidos ao longo do tempo como o berimbau, que tem uma madeira e biriba, arame, o dobrão, o caxixi. A capoeira influenciou outros ritmos como samba e o maculelê.

Kocotos e Kocotas, eu desejo um rabo de arraia na cara de todos vocês.

Uma kocotada a todos.

Mais de Professor JowJow

Mundo cão

Kocotos e Kocotas,vamos para a civilização antiga agora. Um pouquinho de curiosidades...
Ler mais
  • parabéns ótimo conteúdo
    obrigado